Textos,  Uncategorized

Para além da Química

Não precisamos pensar mais no assunto… Não ia resultar… Tu não és do tipo duradouro e eu não sou do tipo provisório. Somos diferentes, apenas isso. Há química entre nós, por vezes a tensão é palpável, todos se apercebem, não podemos negar, mas isso não me chega.

Costumo pensar que se passar tantas vezes pela tua mente a dúvida de como seria se tentássemos como passa pela minha, talvez valesse a pena tentar, mas esses pensamentos morrem cada vez que surges com uma namorada diferente da que me apresentaste na semana anterior.

Amigos coloridos, propuseste-me uma vez, em tom de brincadeira numa das nossas muitas conversas, mas com exclusividade, acrescentaste, depois de veres a minha cara de indignação perante a tua ideia. Na minha mente eu pensei “Isso é o mesmo que ser namorada dele sem o chamar de namorado.” Recusei, claro, mas tu sabias que eu o faria. Até hoje não percebi se me estavas a testar ou se realmente esperavas que eu aceitasse…

Pediste desculpa e justificaste a tua sugestão com o álcool que já tinhas ingerido, mesmo sabendo que isso nada tinha que ver com o que se tinha passado. Não tinhas bebido nem metade do que era costume, tu sabias disso e eu também. Pediste-me para esquecer, embora soubesses que esse momento nunca mais iria sair das nossas memórias, no fundo eras tu a admitir que esperavas algo mais para além da amizade.

Essa tua forma cobarde de ser chega a ser extremamente frustrante, mas é assim mesmo que és e não espero que mudes por mim… Esperava, sim, que mudasses por ti, e encontrasses em mim um futuro nessa mudança. Parece que simplesmente não estava destinado.

Desculpa se te faz mal o facto de eu ter decidido afastar-me de ti, mas a mim faz-me mal continuar por perto. O problema é que gosto demasiado de ti para te encontrar e te ignorar, mas, acima de tudo, gosto muito de mim para não me permitir a ter uma outra oportunidade para além de ti.

Desejo-te o melhor que a vida te pode oferecer. Fico triste por ela não te oferecer um futuro comigo, mas isso é o que ela é, a vida. Todos temos o nosso caminho a seguir, o nosso destino, e parece que o meu não se volta a cruzar com o teu… Tenta ser feliz porque eu vou tentar muito sê-lo também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *