Textos,  Uncategorized

Escrever para viver, Viver para escrever…

Como sabem, uma das minhas grandes paixões é a escrita. Adoro escrever, criar histórias, personagens e passar para o papel as muitas ideias que sempre rondam a minha mente… Mas a verdade é que este não foi um amor à primeira vista que nasceu e cresceu comigo, foi algo que comecei a desenvolver na fase final da minha adolescência, juntamente com o meu gosto pela leitura.

Em pequena os meus sonhos passaram por muitas profissões. Eu quis ser arquitecta, quis ser médica, pintora, cantora e até Sailor Moon!! Claro que ser a Sailor Moon não é propriamente uma profissão, mas quem vai julgar a vontade de uma menina inocente que queria salvar o mundo encarnando a pele da sua super heroína favorita?

giphy

Em algum desses momentos me imaginei uma escritora? A resposta é: não! A minha relação com a escrita e com a leitura era, infelizmente, quase inexistente. Confesso que durante o meu crescimento, os meus hábitos de leitura eram, no mínimo, muito pobres e baseavam-se na leitura dos livros que precisava de ler para a escola. Acredito que não é possível se gostar de escrever sem se gostar de ler também e por isso eu e a escrita não éramos as melhores amigas…

Tudo mudou quando cheguei ao secundário e no 10º ano foi proposto pela professora de português que cada aluno lesse e apresentasse um livro à turma.  Enquanto os meus colegas estavam a apresentar os livros que tinham lido, algumas histórias chamaram a minha atenção e fizeram-me querer ler mais… Esse foi o inicio da minha paixão pela leitura…

A paixão pela escrita chegou uns anos mais tarde, quando já estava na faculdade. Não foi algo que eu tenha escolhido… Talvez ela me tenha escolhido a mim… Comecei a escrever uma história que andava a rondar a minha cabeça e quando dei por mim estava a escrever a palavra “Fim”…

Simples assim? Não diria que foi simples, mas certamente foi assim mesmo que aconteceu…

Depois de ter começado, não fui capaz de parar e a verdade é tem sempre novas histórias a surgir na minha mente, por isso não tenciono parar tão cedo…

Por isso, ultimamente o meu lema é: “Escrever é o melhor remédio!”

escrever e o melhor remedio

Filipa Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *