Em Português,  Livros

| A minha vida (Im)perfeita | Sophie Kinsella – Opinião Literária

O que pode ser mais atual do que a aparente perfeição que se vive nas redes sociais? A minha vida (Im)perfeita é o retrato perfeito disso mesmo. Acima de tudo, Katie, quer provar que a sua vida é perfeita. Então, e para que a sua ilusão seja mais credível, utiliza os seus perfis nas redes sociais como auxiliares de peso. Dessa forma, qualquer pessoa que veja as sua publicações imagina que ela tem uma vida de sonho. Mas, a verdade é que a sua vida está longe da perfeição que ela tanto apregoa.

A minha vida (Im)perfeita

a_minha_vida_imperfeita

 

Titulo original: My Not So Perfect Life

Autora: Sophie Kinsella

Páginas: 345

Data de Edição: maio de 2018

Editora: Quinta Essência

ISBN: 978-989-741-927-0

Sinopse

Katie Brenner vive uma vida de sonho: mora em Londres, tem um emprego fascinante, e o seu feed do Instagram está repleto de imagens super cool. Só que… não passa mesmo de um sonho. A verdade é que o seu apartamento é um cubículo, trabalha como administrativa, e a vida que partilha alegremente nas redes sociais… não é a dela.
Mas uma rapariga pode ser otimista em relação ao futuro, não?
Não. Pois Katie acabou de ser despedida. E quando dá por ela, está a regressar a casa dos pais, no campo, de rabinho entre as pernas. Quando Demeter, a sua antiga chefe, resolve passar férias junto deles e experimentar o glamour da vida rural, Katie vê nisso uma belíssima oportunidade. Deveria vingar-se? Tentar recuperar o emprego? Ou – talvez – a vida de Demeter não seja tão idílica quanto aparenta, e ambas tenham bem mais em comum do que imaginam… Afinal… que mal tem não ser perfeita?
Uma divertidíssima e inspiradora reflexão sobre aquilo que aparentamos ser e aquilo que verdadeiramente somos, pela mão de uma das autoras mais queridas dos leitores portugueses…

Texto disponível no site da Leya Online.

Opinião

Este não foi o primeiro livro que li desta autora e, à semelhança dos anteriores, também ele tem uma escrita leve e acessível. A história flui bem, numa narrativa simples e por vezes cómica. Dei por mim a rir várias vezes ao longo do livro.

Katie, cria um emaranhado gigante de mentiras à sua volta. Primeiramente, nas redes sociais, onde partilha os seus momentos perfeitos, depois em casa do pai, após ter sido despedida. Tudo por não ser capaz de encarar a verdade e, acima de tudo, por não conseguir assumir o fracasso perante a família.

Ela quer desesperadamente ser bem sucedida em Londres e provar que consegue prosperar na cidade, mas ser despedida não fazia parte dos seus planos iniciais. Perante este facto, Katie deixa a cobardia falar mais alto e não conta a verdade. De uma forma muito simples, acho que a atitude dela é muito humana. Afinal, quem nunca teve receio de contar uma verdade por saber que a reação de quem iria ouvir não seria favorável?

Também Demeter, a chefe tirana, é outra personagem com uma vida aparentemente perfeita. Quer pela casa fantástica onde vive, quer pelo trabalho de sonho, quer pelos convites que recebe para as melhores festas, quer pelo respeito associado ao seu nome… À semelhança de Katie, também tudo isto não passa de algo ilusório. Quando se apercebem que não são assim tão diferentes, criam uma amizade que trás bons momentos a ambas.

Em suma, apesar do caos na vida de Katie, ela encontra uma forma de dar a volta. Definitivamente, isso foi o que gostei mais neste livro. Ele faz-nos pensar que nada é realmente o que parece. Aconselho a sua leitura a qualquer pessoa, especialmente às que continuam a acreditar na perfeição bombardeada pelas redes sociais.

*******

Se tiverem curiosidade em ler mais das minhas opiniões podem clicar aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *