o_amor_nao_cresce_nas_arvores
Em Português,  Livros

| O Amor Não Cresce Nas Árvores | Pedro Chagas Freitas – Opinião

Todos nós já dissemos uma ou outra vez a expressão “o dinheiro não cresce nas árvores”, mas o que mais não cresce nas árvores? Pedro Chagas Freitas apresenta-nos a sua própria versão dessa expressão com O Amor Não Cresce Nas Árvores.

O Amor Não Cresce Nas Árvores

o_amor_nao_cresce_nas_arvores

 

Autor: Pedro Chagas Freitas

Data de publicação: novembro de 2018

Páginas: 504

Editora: Oficina do Livro

ISBN: 978-989-780-027-6

 

Sinopse

Uma grande história de amor.
O diário de uma adolescente.
Uma intriga política.
Uma sátira inesperada.
Um delírio mediático.

Cinco cores, cinco géneros, milhões de possibilidades de sequência de leitura, um só romance.
O AMOR NÃO CRESCE NAS ÁRVORES é provavelmente o livro mais original que terá a oportunidade de ler.
Pode lê-lo como todos os outros, do princípio até ao fim, sem se preocupar com as cores.
Pode ler a história completa de cada uma das cores separadamente e de forma contínua.
Pode tornar a experiência ainda mais radical e interactiva através da nossa APP onde encontrará um dado que lhe indicará qual a sequência e a cor que deve ler a seguir. Poderá depois partilhar e conhecer as experiências de leitura de outros leitores.
No final, será sempre o mesmo romance mas terá vivido uma experiência diferente em cada uma das opções.

Texto retirado do site da editora, disponível neste link.

Opinião

O Amor não Cresce Nas Árvores é um livro estruturado de uma forma diferente ao que estou habituada. Ele contém cinco histórias diferentes, mas que se encontram misturadas pelas páginas do livro.

Cada história tem uma cor atribuída e cada uma das páginas do livro está marcada com a cor a que lhe corresponde. Desta forma, o leitor sabe sempre a que história corresponde o excerto que está a ler.

Eu optei por fazer uma leitura corrida da obra, isto é, não andei a saltar páginas para ler história a história, mas também é optar por ler uma história de cada vez. (Confesso que foi a minha preguiça que me fez ler tudo seguido. Não estava com vontade de andar a saltar páginas em busca da próxima página daquela cor.)

Com esta nova forma de apresentar o livro, o autor conseguir trazer uma inovação que permite aos seus leitores experimentarem a leitura de forma diferente de pessoa para pessoa. O autor trouxe à baila assuntos muito actuais e que todos estamos habituados a ouvir nas noticias. Como grande fã de romance que sou, confesso que esperava mais amor e menos sensações urgentes e cruas, mas isso acabou por dar um toque mais mordaz a toda a trama.

*******

Se ficaram interessados em ler mais das minhas opiniões, podem encontrá-las clicando neste link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *