Em Português,  Livros

| O Poder do Amor | Mary Balogh – Opinião

O Poder do Amor é o primeiro livro da série Westcott, da autora Mary Balogh, e também é aquele que vai introduzir grandes mudanças na vida de alguns dos seus personagens principais.

O Poder do Amor

Título Original: Someone to Love

Autora: Mary Balogh

Série: Série Westcott

Data de Publicação: fevereiro de 2018

Volume: I

Páginas: 352

Editora: ASA

ISBN: 978-989-23-4102-6

Onde comprar: WOOK | LeyaOnline

Sinopse
Não há nada que a alta-sociedade mais aprecie do que um bom escândalo, e, ao morrer, Humphrey Wescott, conde de Riverdale, proporciona-lhe isso mesmo. É que Wescott não só tinha uma filha secreta como também casou em segredo quando era jovem… o que torna ilegítima a sua atual família.
Anna Snow passou praticamente a vida inteira num orfanato. Desconhece por completo o conceito de lar. É com grande espanto que descobre que não só tem uma família, como o pai era o recém-falecido conde de Riverdale. Mas esta transição de órfã a herdeira não vai ser nada fácil… O duque de Netherby, porém, sente-se estranhamente impelido a ajudar esta jovem desamparada. É temido por todos, mas só ele sabe o que passou para alcançar o seu estatuto atual. Terá ele coragem, à medida que os sentimentos entre ambos se vão intensificando, de a deixar ver quem se encontra por detrás da máscara do duque? E conseguirá Anna adaptar-se à nova condição sem perder os seus princípios?
Texto retirado do site da editora Leya, disponível neste link.
Opinião

Neste primeiro livro, Harry, Camille e Abigail descobrem, não só uma irmã desconhecida, mas também a fonte da sua ruína. Anna Snow viveu a vida toda com a esperança de que um dia descobriria a sua família e, agora que a encontrou, percebe que a sua presença não é bem vinda.

Para ser muito sincera, não senti uma empatia imediata com o casal desta história no inicio do livro… Não senti uma ligação tão forte entre eles, apesar da sua atração física. Em parte também se deve ao facto de eu não achar a Anna uma personagem muito forte. Desde que souberam da sua existência, os seus familiares encarregaram-se de lhe dar todas as informações sobre a aristocracia para a moldar à sua imagem e isso transformou-a um pouco em uma boneca sem vontade… Mesmo quando foi pedida em casamento, foi quase um acordo de “do mal, o menos…”. Faltou um pouco de romance…

Felizmente depois do casamento isso mudou um pouco e foi bonito ver o casal recém-casado encontrar os avós perdidos da Anna. Gostei desta reviravolta, de uma história um pouco fria (mesmo com toda a história de reencontro da familia), para uma história mais amorosa

Também criei uma antipatia com a personagem Camille (que entretanto se desfez com a leitura do segundo livro), embora sempre com algum sentimento de pena pela perda dela. Esta personagem é levemente intragável neste livro, mas o livro dela tornou-se o meu favorito da série…

Resumindo, esta é uma boa história, mas acabou por não me chegar ao coração… Gostei, mas não foi uma história espetacular! Ainda assim, é o livro que nos permite perceber o que aconteceu à família e o porquê de ela estar a fragmentar-se. Ele ajuda-nos a entender melhor os personagens dos livros seguintes da série.

*******

Podem ler a minha opinião ao livro A Tentação do Casamento, terceiro volume da série Westcott seguindo este link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *