Em Português,  Livros,  Romance,  Sugestões

| Juntos… Mas pouco! | Christina Lauren – Opinião

Juntos… mas pouco! não foi uma agradável surpresa, porque não estou nada surpresa de ter adorado um livro desta dupla, mas foi certamente uma agradável leitura!

Juntos… mas pouco!

 

Título Original: Roomies

Autor: Christina Lauren

Data de Publicação: abril de 2021

Páginas: 352

Editora: Topseller

ISBN: 978-989-564-476-6

Onde comprar: | WOOK | Topseller |

Sinopse

Bestseller do New York Times e do USA Today

Um casamento a fingir pode despertar sentimentos muito a sério!

São poucos os dias em que Holland não arranja uma desculpa para ir à estação de metro onde Calvin costuma estar a tocar guitarra. Há meses que sente uma paixoneta secreta pelo músico de rua, mas nunca teve coragem para lhe dirigir a palavra. Contudo, um incidente na estação de metro acaba por colocar Calvin no seu caminho, e a partir daí nada voltará a ser igual.

Fascinada pelo talento de Calvin, Holland decide apresentá-lo ao tio Robert, um conceituado diretor artístico da Broadway com um sério problema de elenco para resolver. Depois de uma audição para o espetáculo que tem em cena, Robert convida Calvin para se juntar à companhia. Mas o que parecia ser o sonho de vida de Calvin depressa se transforma na sua maior frustração, pois as circunstâncias em que se encontra a viver nos EUA não lhe permitem aceitar o trabalho.

Holland tem a solução perfeita: um casamento de conveniência que irá permitir ao músico irlandês obter o visto de que necessita e a ela a oportunidade de o ver diariamente sem sair de casa. O problema é que o que começa por ser uma relação de faz de conta acaba por se transformar em algo muito mais real. Estarão eles preparados para isso?

«Uma heroína que embarca numa viagem de autodescoberta, um protagonista merecedor do amor de qualquer mulher e, ainda, muitas lágrimas emocionadas e gargalhadas bem sonoras.» – Kirkus Reviews

Texto extraído do site da editora Topseller, disponível neste link.

Opinião

Vamos apenas reservar trinta segundos para pensar no quão boa foi esta leitura de Juntos… mas pouco! e no quanto eu estava a precisar de algo assim?
Tem sido difícil para mim, nos últimos tempos, conseguir prender-me a uma história de forma tão intensa… aconteceu isso com o último da Julia Quinn, depois do escândalo, mas antes desse, poucos conseguiram chegar perto… estarei a passar por uma crise de leitora? Espero que não! xD Bem… voltando a esta história… Adorei tudo sobre ela!!! Bem, não tudo… algumas personagens eram muito nhe, mas, mesmo essas, eram necessárias para que a história se desenrolasse tão bem!

*

Holland casa com Calvin porque ele precisa, porque o tio precisa e porque ela mantém uma paixoneta secreta por ele… Ele é um desconhecido? Sim! Ele é um imigrante ilegal? Com toda a certeza! Ele é maravilhoso a tocar e vai salvar o espetáculo do tio? Claro que sim! Então, por que não tentar? A sempre segura e quase chata vida de Holland está a gritar por isso mesmo! Um pouco de aventura! E nada como um casamento relâmpago com um desconhecido para o conseguir.
Adorei a relação dos dois desde o primeiro momento! Holland é uma mulher especial que põe os outros à frente dela própria. Todos conseguem ver isso, menos ela mesma… Ela pensa que vive numa casa por favor, que tem um emprego por favor, que não é capaz de fazer algo de construtivo com a sua vida e isso faz com que ela não se sinta uma mulher realizada.
A entrada de Calvin na sua vida traz-lhe mais luz e emoção e eu gostei muito da mulher que ela revelou ser com o desenrolar da história, embora me tenha cortado o coração nos momentos em que ela se menosprezava.

*

Calvin é talento, Calvin é paixão, Calvin é simpatia, Calvin é alguém fácil de se gostar. Depois de ser apresentado ao tio de Holland, não foi difícil virar um músico famoso e ficar sob as luzes da ribalta, mas quantas dessas pessoas, que agora suspiram por ele, já teriam passado por Calvin na estação de metro sem sequer olhar para o lado? A verdade é que Holland mudou a vida dele para melhor em todos os aspectos e não apenas na carreira… Ela deu-lhe entrada no emprego da sua vida, ela abriu-lhe a porta da sua casa, ela deixou-o entrar na sua família… Quantas pessoas fariam isso por um estranho?
A atração entre ambos não foi difícil de se iniciar, mas foi o amor e o carinho que mais gostei de ver crescer… O peso da obrigação esteve sempre sob as suas cabeças, mas rapidamente deixou de ser por conveniência… O difícil era admitir isso mesmo!

*

A relação de Holland com os tios também foi algo especial e delicioso de se ler e eu adorei o quão preocupados com ela eles se mostraram. Gostei que ela fosse uma personagem que tinha pessoas que se preocupavam com ela! Por outro lado, detestei a Lulu! Ela não era amiga dela! Nem aqui, nem na China! LOL Achei alguns momentos muito repugnantes, quando observados pelos meus padrões de amizade, claro!
De uma forma geral, as autoras criaram uma relação intensa, divertida e empolgante entre o casal da história, não esquecendo a dose certa de drama para fazer o nosso coração de leitor tremer e suspirar…

Mais uma vez, fiquei rendida a esta dupla e à sua capacidade de escrever algo que me manteve tão presa no tempo em que estive a ler! (Que não foi muito, confesso… devorei este menino em dois dias…) Adorei este livro, Juntos… mas pouco! e recomendo muito!

*******

Podem ler mais opiniões minhas sobre livros desta dupla de autoras seguindo este link!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.